10 hábitos para evitar disfunção erétil

10 hábitos para evitar disfunção erétil

Algumas mudanças no seu estilo de vida ajudarão você a evitar a disfunção erétil. (Foto: ThinkStock)
Siga-nos no Facebook

Editor do Peru.com
08.12.2014 / 11:51
Lima Um dos problemas que os homens sofrem com o passar dos anos é a disfunção erétil. Às vezes, ocorre em uma idade muito precoce devido à qualidade de vida que você está levando. Se você quiser evitar sofrer de disfunção erétil, é melhor que você siga estas dicas de Marianne Leyton Lemp em About.com:

1. Não fumar: O tabaco dificulta a circulação sanguínea e a oxigenação. Como resultado, sangue insuficiente chega ao pênis para que uma ereção ocorra.

2. Faça exercício físico: Evite o estilo de vida sedentário e ajude a manter a saúde do seu coração através de exercícios físicos. Você vai favorecer a circulação sanguínea e diminuir o colesterol ruim. Ao prevenir doenças cardiovasculares, você estará reduzindo o risco de sofrer de disfunção erétil. Quando você se exercita, também respira melhor e isso vitaliza todos os órgãos e sistemas do corpo, incluindo o aparato sexual. Recomenda-se a exercitar pelo menos 3 vezes por semana durante 30 minutos.

3. Consumo moderado de álcool: Recomenda-se não beber mais de dois copos de vinho por dia, pois o consumo excessivo de álcool pode causar disfunção erétil permanente. O álcool é uma droga que afeta o mecanismo de ereção, pois inibe o funcionamento do sistema nervoso central, responsável pela resposta sexual.

4. Não use drogas: outras drogas que também afetam o funcionamento do sistema nervoso central são a maconha, a cocaína, a heroína, as anfetaminas e os barbitúricos. Todos eles podem causar disfunção erétil.

5. Manter uma dieta saudável e equilibrada: Uma dieta saudável e nutritiva previne o excesso de peso, a obesidade e distúrbios metabólicos que podem gerar doenças diretamente relacionadas à disfunção erétil, como diabetes ou problemas cardiovasculares. Escolha alimentos frescos, como frutas, legumes, legumes e sementes. Evite alimentos processados ​​ou refinados, doces e gorduras trans (hidrogenadas). Estes últimos aumentam o nível de colesterol no sangue e causam doenças cardíacas graves.

6. Relaxe e aproveite a vida: nem tudo pode ser trabalho e responsabilidades. Ansiedade, preocupação, depressão, casal e problemas no trabalho podem afetar suas ereções. Portanto, é necessário procurar momentos para aproveitar e drenar continuamente a carga emocional das experiências cotidianas. Caminhe pelo parque, ouça a música que você gosta, pratique seu hobby favorito, aproxime-se de livros e filmes que o inspiram, brincam com seus filhos, riem e sorriem com frequência. Pratique exercícios de relaxamento e meditação para acalmar emoções e acalmar pensamentos que possam estar causando estresse.

7. Dormir e descansar: descubra quantas horas você precisa dormir para o seu corpo se recuperar. Falta de sono, fadiga e atividade excessiva podem diminuir os níveis de desejo sexual e afetar a ereção.

8. Fazer amor com mais frequência: O sexo é um excelente exercício para desfrutar, relaxar e prevenir doenças cardiovasculares, melhorar a circulação sanguínea e a elasticidade das veias e artérias. Tudo isso reduz as chances de desenvolver dificuldades de ereção. Fazer amor com um parceiro com quem você tem um relacionamento harmonioso também é bom para o coração. Amor, conexão emocional e intimidade sexual mostraram efeitos positivos na saúde do coração. Graças ao amor e apoio do casal, você sente menos ansiedade e depressão.

Leia também: Estimulante sexual masculino qual é o melhor

9. Fale abertamente com o seu parceiro sobre sexo: Expressar as suas necessidades e desejos sexuais com confiança e abertura liga-o mais ao seu parceiro e alimenta a autoestima de ambos. Também cria um clima onde você pode viver a sexualidade com alegria, liberdade e aceitação, e as dificuldades podem ser resolvidas em equipe. Quando um homem tem dificuldade em expressar seus sentimentos e emoções, pode ser difícil falar sobre estresse ou ansiedade em questões sexuais, e muito mais sobre quaisquer dificuldades sexuais que ele possa estar vivenciando.
Ir para o casal terapia para abrir os canais de comunicação pode ser muito útil. Desligar o que precisamos destruir a confiança e é um terreno fértil para mal-entendidos e ressentimentos entre o casal.

10. Faça exercícios para fortalecer seus músculos pélvicos e órgãos sexuais: Pratique exercícios de Kegel diariamente. Eles demonstraram ser eficazes na prevenção e no tratamento da disfunção erétil. Ele também incorpora a massagem testicular, baseada em práticas taoístas e medicina tradicional chinesa, em sua rotina de saúde sexual. Esta massagem favorece a produção adequada de testosterona, o hormônio responsável pela manutenção

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *